quarta-feira, 24 de março de 2010

Se pudesse...


Já faz alguns dias que escrevi este texto. Relutei. Relutei muito se devia ou não colocá-lo aqui. Tinha medo de estar sendo melancólico demais. Quem me conhece sabe que não sou assim. Então, fui ouvir algumas pessoas que, para mim, são muito importantes. Responderam de forma unânime que deveria seguir meu coração. Resolvi então, publicá-lo para não ficar perdido em uma pasta qualquer no computador. As palavras expressam os meus sentimentos mais sinceros de como passei pelos últimos quatro meses. Amigos me desculpem. Preciso falar. Não consigo. Então, escrevo.

Se pudesse...

Não conheço mais o lugar em que vivo. É assim que me sinto hoje. Meu mundo está diferente. Preciso descobri-lo e aprender a viver nele. Sinto sua falta. Sinto falta de um pedaço de mim. Ficou um vazio. É vazio. Você está em cada coisa que faço. Em cada coisa que vejo. Em cada música que gosto. Não conheço mais o mundo sem você. A dor não é somente por tê-la perdido. Não. Dói muito mais ter visto você sofrer. Acho que nunca vou conseguir esquecer. Estas lembranças ainda me torcem o estômago. Primeiro te vi com medo. Então, tentei mostrar que não sentia nenhum. Depois te vi com dor e a única coisa que podia fazer era te abraçar. Onde as ruas não têm nome estará em mim para sempre. Você parou de sorrir e eu tentei virar um palhaço. Levei você pela mão. Empurrei a sua cadeira. Por último te peguei no colo. Ainda sinto seus braços em torno de mim. Que falta você faz. Que dor estas lembranças trazem. O que é pior que esta impotência? Se pudesse, por você, faria o mundo girar ao contrário. Se pudesse... Mas não era possível. Só podia como você falava, ser sua fortaleza, seu porto seguro. Agora há um imenso silêncio. Estou em silêncio. Sempre perguntou se éramos os últimos dos moicanos. Seremos para sempre. Aceitar não é entender. Se conformar não é aceitar. Aceito. Não me conformo. Não quero. São minhas reminiscências. É assim que me sinto. Já me disseram que o tempo irá ajudar. Novamente o tempo. Onde estava quando clamei por ele? Não quero mais esperá-lo. Escrevi aqui, certa vez, sobre Lance Armstrong. Para ele, "a dor é temporária. Ela pode durar um minuto, ou uma hora, ou um dia, ou um ano, mas finalmente ela acabará e alguma outra coisa tomará o seu lugar. Se eu paro, no entanto, ela dura para sempre”. Então, não ficarei esperando pelo tempo. Vou atrás dele. Minha coragem está naqueles que estão ao meu lado. Minha força é você. Sempre foi.

14 comentários:

Meu tempo disse...

Acabei lendo. Fazer o que?

Faço minha as palavras de um tal Luiz Roberto

Se eu pudesse

Seria um anjo para te proteger
Seria a luz para iluminar seu caminho
Seria um sonho lindo para acalentar seu sono
Seria uma canção para alegrar seu coração

Se eu pudesse...

Seria a água que mata sua sede
Seria o sol que te aquece
Seria o sangue que corre dentro de ti
Seria o ar que você respira

Se eu pudesse...

Sentiria sua dor, para você não sofrer
Choraria por você, para não te ver triste
Daria minha vida pela sua.

Se eu pudesse...

Mas não posso...
Sou um simples mortal, sem nenhum poder.
Mas uma coisa posso...
Te dar todo o meu amor
É seu...

TE AMO MEU FILHO

Amigao disse...

Amigão do coração,
Aquele abraço!

Sid disse...

Pai...
Nenhuma palavra, nenhum gesto,nenhum afeto, nenhum abraço nem nada vai conseguir cobrir o buraco que ela deixou em nossas vidas....porem temos muito que nos orgulhar de termos tantas coisas bouas para nos lembrar dela....e a dor do vazio agente sara ela um com o outro...estou aqui o tempo todo do seu lado tah!
amo vc Pai!
Ne...

tisiusapola disse...

Meeee

Mais uma vez vc fez eu chorar, o mesmo sentimento que vc tem,eu vou ter sempre, não sei mais o que fazer, pois ela esta sempre na minha cabeça, choro sempre que penso nela, choro todos os dias.
bjs
tisiu juntos até o FIM.

Anônimo disse...

Queria agora simplesmente te abraças, somente isso.... é o unica coisa que podemos fazer

Estaremos junto com vc sempre, sempre.....

Chorei, chorei muito..
Ela sempre estará no meu coração, sinto tanta saudades. doi


Te amo e estarei aqui, sempre, como o Fa fala: Somos a sentinela, ta, não esquece

pattyrochaz disse...

Sem palavras. Você descreveu tudo e o sentimento de todos.
Esse amor durará para sempre!!
Conte SEMPRE comigo.
Pati

Anônimo disse...

Sinto esse vazio todos os dias. Lembro dela em todos os momentos. Está impregnada na minha vida em todos os sentidos, o som da risada, as piadinhas, o desabafo, lembrei ontem que sempre riamos até chorar ! Tenho chorado todos os dias. E não quero fazer nenhum tipo de esforço para me esquecer.

Dikos você me supreende com sua força. Sei que a dor é imensurável, mas vc tem conduzido de forma que sua palavras acabam por nos fortalecer.

Um dia por vez meu amigo.

bjos

Pipoka

Marcio disse...

Difícil escrever após este texto, bem difícil mesmo, só digo que você sempre foi o cara e tenho certeza que ela tem muito orgulho disso, assim como toda sua família e amigos. Marcio

Meu tempo disse...

Lembre-me mais tarde

Lembre-me mais tarde que acabamos de passar momentos terríveis de uma morte que jamais esperávamos. Não quero lembrar agora de minha filha Sandra, gorducha a qual eu chamava de Petúnia nos deixou. Não queria falar disso, até disse ao meu filho mas, parece que ela está em minha frente, querendo falar comigo e que vou fazer, ficar olhando para ela? Agora não, lembre-me mais tarde, bem mais tarde quando eu já tiver assimilado a dor e encarar as coisas como uma parte de nossas vidas. E meu filho e meus netos? Devo esquecê-los agora? Como posso acariciá-los à distância? Lembre-me mais tarde de fazê-lo com palavras. Dizer ao Emerson que só me dá orgulho o quanto é bom ser seu pai e o quanto sinto o que está passando. Eu que os visitava a noite olhava seus abdomens mexendo confirmando que estavam vivos. Sempre quis pegar suas dores hoje não posso fazer absolutamente nada. Lembre-me mais tarde não me deixe esquecer que a morte morreu quando me entreguei a Cristo. Não posso esquecer que tudo é uma passagem da vida e que a Sandra já se encontra na vida eterna ao lado do Senhor. Que posso fazer? Já estou fazendo alertando meu filho que essa é a verdade da vida. Dura mas, a verdade. Quero terminar esse texto mandando um adeus à querida Sandra... lembre-me mais tarde que já assimilei a dor mas restou a saudade, muita saudade!

Claudia disse...

Mas uma fez me fez chorar, relutei em ler esse texto, pois a falta dela doi demais.
Quero que saiba que que vc é um exemplo, e que tenho certeza que vc foi a gde força e apoio dela. Tenho orgulho de ter vc com meu primo(irmão). Vc pode contar comigo para o que precisar. Bju grande amo muito vcs. Tatá

cida disse...

Emerson, a minha vontade é te colocar no colo e te acalentar.
Sei o que vc está passando. Há 15 anos eu passei por esta dor, quando perdi parte de mim, a dor é muito grande, a gente tem vontade de dormir e não acordar.
Somente Deus pode nos dar força.
Depois de um tempo ela vai adormecendo, somente adormecendo.
Quero estar sempre do seu lado

Cida disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cida disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Christiane disse...

Só tenho uma coisa a dizer: Moon River.

Iremos lembrar sempre de toda alegria.

Te amo.