sexta-feira, 30 de abril de 2010

Uma segunda qualquer...


"Não existe esta coisa de homem feito por si mesmo.
Somos formados por milhares de outros. Cada pessoa que alguma vez
tenha feito um gesto bom por nós, ou dito uma palavra de encorajamento para nós,
entrou na formação do nosso caráter e nossos pensamentos..."
(George Matthew Adams)

Um simples gesto pode ser inesquecível. Um simples gesto pode fazer toda a diferença. Quando algo é realizado com o coração, terá tamanha força que tempo nenhum será capaz de apagar. Vi esta força nos olhos do meu filho ao entrar na pequena lanchonete na última segunda, vinte e seis de abril. Para ele, esta não será uma segunda qualquer. Vi no sorriso das mães e pais que proporcionaram aquele momento. Vi na alegria inocente de cada criança. Senti em meu coração apertado. Sei que jamais poderei agradecer como deveria. Sei também que não é necessário. Um gesto de amor não requer agradecimentos. Requer também amor. Disseram-me certa vez, em um dia muito triste, que quem dá amor recebe amor. É assim que poderei retribuir. Com minha amizade e todo o meu amor. Espero que todos saibam. Espero que todos leiam. Eu não esquecerei e nem deixarei que ele esqueça este dia. Um dia muito especial e não uma segunda qualquer...

quinta-feira, 29 de abril de 2010

The Tudors...


Algumas coisas não possuem explicação. Ou talvez tenham. Não importa. Talvez, sejam importantes apenas para nós. Então, não devemos tentar explicar. Não seria possível. Algumas coisas nos fazem bem. Muito bem. Pode ser qualquer coisa. Uma música, um filme, uma pessoa ou mesmo um chocolate. Simplesmente por que me faz bem. Sem muita explicação.

As cenas são do seriado The Tudors. A série conta a história de Henrique V. Nas cenas, imagens de Henrique V e Ana Bolegna. Adoro a série. Sempre adorei. Hoje adoro ainda mais. Não sei quem fez a montagem com a música. Perfeita! Simplesmente por que me faz bem...

video

domingo, 25 de abril de 2010

Parte 13 – Décimo terceiro contato


SEGUE MAIS UM FRAGMENTO DO TEXTO. MAIS TREZENTAS PALAVRAS. SAIBA UTILIZÁ-LAS COM SABEDORIA.

Eles ficarão no passado. Imortalizados na fotografia. Imortalizados em nossas lembranças. Tudo que vivemos é para sempre. Não há como apagar. Não há como reviver. Apenas recordar. Hoje, recordo de muitas coisas. Vivencio outras. Em breve, também serão lembranças.
A s d f g ç l k j h. Sim, ainda me lembro. Mesmo depois de tantos anos. Para você ainda não são lembranças. São vivências. Falarei o que tenho como recordação. Recordo do barulho na sala ampla localizada sobre a padaria. Tac tac tac... Som da trava. No rádio, a música se confundia com o som das teclas. O barulho silenciava somente ao som do Roberto. Todos paravam. Nenhuma linha era escrita. Silêncio. Pura brincadeira de criança. Na verdade fazer o curso de datilografia é uma prova. Você não é mais criança. Está pensando no futuro. Crianças não pensam no futuro. Confesso que, hoje, de onde me encontro, falar em curso de datilografia é até engraçado. Nostálgico. Mas, quem não fez? Sabe este amigo que faz o curso com você? São inseparáveis. Precisará cuidar melhor desta amizade. Do contrário, acabarão ficando muito distantes. Nada aconteceu. A vida é assim. Apenas isso. Ela acaba nos levando por caminhos diferentes e quando nos damos conta, amizades do passado também são apenas lembranças. Tornam-se restritas a encontros ocasionais ou escassos telefonemas. Não deixe isso acontecer.
Não falarei para você parar o curso que está fazendo. Também não saberei explicar os benefícios que estas noites em cima da padaria poderão lhe proporcionar. Decida você mesmo. Já está na hora de se acostumar com alguns posicionamentos. Resolveu fazer o curso para agradar ao vovô. Foi ele quem insistiu. Deve valer a penar terminar apenas para satisfazê-lo. Não sei. A decisão é sua. Não quero pressioná-lo. Mas lembre-se, não parem ao escutar o Roberto. Tentem ajustar a datilografia ao ritmo da música.


UM ABRAÇO. ATÉ PRÓXIMO CONTATO.

sábado, 24 de abril de 2010

Anões no bordel


Dois anões resolvem se divertir e vão para a zona.
Depois de uns drinques, eles pegam umas meninas e sobem para os quartos.
Mesmo estando animadinho, um dos anões não consegue ter uma boa ereção e por mais que se esforçasse nada conseguia fazer.
Fica ainda mais desapontado quando ouve o seu amigo no quarto ao lado:
- Um, dois, três e... jaaaaaá!
Novamente o anão tenta se entusiasmar, mas... nada.
Passado mais alguns minutos houve novamente seu amigo gritar:
- Um, dois, três e... jaaaaaaaaaaaá!
O anão tenta se animar, encorajado pelos gritos do companheiro no quarto ao lado, mas... nada. Nem sinal de vida!!!
Passado mais um tempo, ele volta a ouvir:
- Um, dois, três e... jaaaaaaaaaaaaaaaá!
Aí ele pensa: "meu amigo está se divertindo DEMAISSS.... e eu aqui nesse sufoco sem conseguir nada!?!"
E ouve outra vez:
- Um, dois, três e... Jáááááááááááááááááááááááá!
Passada a hora do programa, os anões se encontram para irem embora, vendo o amigo todo suado, descabelado,ofegante, o que broxou comenta:
- Pôxa! Foi uma droga! Por mais que eu me esforçasse, não consegui ter nenhuma ereção!
- Ereção!? - Diz o outro anão, perplexo. - E EU...QUE NEM CONSEGUI SUBIR NA CAMA...!!!!

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Software do casamento


Tempos modernos. Fato: não há como retroceder aos avanços tecnológicos. A informatização já começa a afetar até mesmo as relações humanas.

RECLAMAÇÕES DO USUÁRIO

Prezado Técnico,

Há um ano e meio troquei o programa [Noiva 1.0] pelo [Esposa 1.0] e verifiquei que o Programa gerou um aplicativo inesperado chamado [Bebê.exe] que ocupa muito espaço no HD.
Por outro lado, o [Esposa1.0] se auto-instala em todos os outros programas e é carregado automaticamente assim que eu abro qualquer aplicativo.

Aplicativos como [Turma_do_chop 4.6], [Noite_De_Farra 2.5] ou [Domingo_De_ Futebol 2.8], não funcionam mais, e o sistema trava assim que eu tento carregá-los novamente.

Além disso, de tempos em tempos um executável oculto (vírus) chamado [Sogra 1.0] aparece, encerrando abruptamente a execução de um comando.

Não consigo desinstalar este programa. Também não consigo diminuir o espaço ocupado pelo [Esposa 1.0] quando estou rodando meus aplicativos preferidos.

Sem falar também que o programa [Sexo 5.1] sumiu do HD.
Eu gostaria de voltar ao programa que eu usava antes, o [Noiva 1.0], mas o comando [Uninstall.exe] não funciona adequadamente.

Poderia ajudar-me? Por favor!

Ass: Usuário Arrependido

RESPOSTA DO SUPORTE TÉCNICO

Prezado Usuário.

Sua queixa é muito comum entre os usuários, mas é devido, na maioria das vezes, a um erro básico de conceito: muitos usuários migram de qualquer versão [Noiva 1.0] para [Esposa 1.0] com a falsa idéia de que se trata de um aplicativo de entretenimento e utilitário.

Entretanto, o [Esposa 1.0] é muito mais do que isso: é um sistema operacional completo, criado para controlar todo o sistema!

É quase impossível desinstalar [Esposa 1.0] e voltar para uma versão [Noiva 1.0], porque há aplicativos criados pelo [Esposa 1.0], como o [Filhos.dll], que não poderiam ser deletados, também ocupam muito espaço, e não rodam sem o [Esposa 1.0].

É impossível desinstalar, deletar ou esvaziar os arquivos dos programas depois de instalados. Você não pode voltar ao [Noiva 1.0] porque [Esposa 1.0] não foi programado para isso

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Cinema Paradiso


Cinema Paradiso. Esta cena não é apenas reminiscente. É imortal. Tradução de cinema. A cena é cheia de reticências. É preciso se encontrar nas entrelinhas. Assim como foi a escolha desta cena hoje.
Não sei o motivo de ter esperado tanto tempo para publicá-la. Pensei que já o tivesse feito. Enfim. Aqui, a cena perfeita.

video

Aspas reminiscentes...


É como se ao entrarmos,
fosse possível darmos pausa no mundo lá fora...
(...)

quinta-feira, 15 de abril de 2010

À deriva...


"A vida se tornaria insuportável,
se não nos proporcionasse mudanças."
( Joseph Murphy )


Incrível este mundo. Tudo muda. Sempre. Mudanças boas. Mudanças ruins. Não importa. A verdade é que não controlamos nada. Tentamos, mas não controlamos. Talvez esta seja uma triste conclusão. Ou não. Cada um faça seu julgamento. Também é verdade que não devemos estar à deriva neste mundo. Não devemos deixar a maré nos levar. Mas nadar contra a maré não é tarefa fácil.
Andei brigando com o tempo. Já falei uma vez. Estou perdendo a briga. Começo a perceber e acreditar que não tenho a menor chance. Desculpem o trocadilho, mas é tempo perdido. Fico me perguntando o quanto é muito tempo? O quanto é pouco? Talvez jamais entenda. Mudanças acontecem e não percebemos. Então percebemos tarde demais. Outras acontecem sem nenhuma explicação. Em um passe de mágica. E nada podemos fazer para evitar. Absolutamente nada.
Minha vida mudou. Todos sabem. Não faz muito tempo. Ou faz? Quem sabe? O fato é que já mudou novamente. É incrível o que uma mudança pode fazer. Newton já explicava que toda ação possui uma reação. Agora, não saberia explicar o que é ação ou reação em minha vida. Precisa explicação? Não sei. "Uma vida de reação é uma vida de escravidão, intelectual e espiritualmente. Deve-se lutar por uma vida de ação, não de reação." (Rita Mae Brown). Este é o segredo para não deixarmos a maré nos levar e vencermos a correnteza. O tempo? Bem; esperemos...

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Amigos...


"Quando eu percebo que estou desvanecendo,
eu fecho meus olhos e percebo que
meus amigos são minha energia."
( Autor Desconhecido )

Recebi este texto por e-mail. A Fernanda me enviou. A Fernanda é uma amiga especial. Casada com um amigo especial. O texto, sobre amizade, veio em uma hora muito apropriada. Acho que não poderia ser em uma hora melhor...

Um jovem recém casado estava sentado num sofá num dia quente e úmido, bebericando chá gelado durante uma visita ao seu pai. Ao conversarem sobre a vida, o casamento, as responsabilidades da vida, as obrigações da pessoa adulta, o pai remexia pensativamente os cubos de gelo no seu copo e lançou um olhar claro e sóbrio para seu filho.

- Nunca se esqueça de seus amigos, aconselhou! Serão mais importantes na medida em que você envelhecer. Independentemente do quanto você ame sua família, os filhos que porventura venham a ter, você sempre precisará de amigos. Lembre-se de ocasionalmente ir a lugares com eles; faça coisas com eles; telefone para eles...

Que estranho conselho! Pensou o jovem. Acabo de ingressar no mundo dos casados. Sou adulto. Com certeza minha esposa e a família que iniciaremos serão tudo que necessito para dar sentido à minha vida!

Contudo, ele obedeceu ao pai. Manteve contato com seus amigos e anualmente aumentava o número de amigos. Na medida em que os anos se passavam, ele foi compreendendo que seu pai sabia do que falava. Na medida em que o tempo e a natureza realizam suas mudanças e mistérios sobre um homem, amigos são baluartes de sua vida. Passados mais de 50 anos, eis o que aprendi:

O Tempo passa.
A vida acontece.
A distância separa..
As crianças crescem.
Os empregos vão e vêem.
O amor fica mais frouxo.
As pessoas não fazem o que deveriam fazer.
O coração se rompe.
Os pais morrem.
Os colegas esquecem os favores.
As carreiras terminam.

MAS... os verdadeiros amigos estão lá, não importa quanto tempo e quantos quilômetros estão entre vocês.

Um amigo nunca está mais distante do que o alcance de uma necessidade, torcendo por você, intervindo em seu favor e esperando você de braços abertos, abençoando sua vida!

Quando iniciamos esta aventura chamada VIDA, não sabíamos das incríveis alegrias ou tristezas que estavam adiante. Nem sabíamos o quanto precisaríamos uns dos outros.

domingo, 11 de abril de 2010

Décimo segundo contato...



APÓS ALGUMA DEMORA ESTOU ENVIANDO MAIS UMA CARTA QUE SE ENCONTRAVA EM MEU PODER. PEÇO DESCULPAS.

Apenas mais uma vez. O pior, meu caro, são quando as lembranças tornam-se tudo que temos. Mas não quero falar sobre isso. Não agora. Não com você.
Gostaria de falar sobre algo muito simples. Pode parecer, e até é realmente, banal. Mas vou falar de fotografia. Não faça cara de espanto. Fotografia; aquelas da família reunida, dos amigos e de lugares. Quero falar das fotografias que você não tem. Eu sei; para você, tirar fotos é uma chatice. Dá muito trabalho. É preciso colocar o filme na máquina e ter um cuidado enorme com cada foto, afinal são poucas poses. Poses. Faz tempo que não escuto isso. A verdade é que você precisa de mais fotos. Muito mais.
Fotografia é uma forma de vencermos o tempo. De termos o passado sempre à mão. Você possui lembranças demais. Faltam as fotografias. Mais uma vez peço que acredite em mim. Cegamente. Mesmo contra a sua vontade.
Os momentos vivenciados por você hoje, deveriam ser registrados. Quando somos jovens temos a falsa sensação da imutabilidade do mundo. É a linha de sombra. Um dia entenderá. A linha de sombra está em um livro que você irá ler. Tenha paciência.
Escrevi um tempo atrás sobre uma determinada fotografia. O texto dizia que “quando foi tirada era apenas uma foto. Hoje, alguns anos depois, ela tem o poder de nos fazer recordar de muitas histórias. Algumas coisas acontecem em nossas vidas de maneira inusitada. São momentos simples, sem nenhuma importância aparente. A menos, é claro, para as pessoas que estavam lá e os vivenciaram. Na verdade não são pelos momentos e sim pelas pessoas. O momento se torna inesquecível. E todos que lá estiveram também. Inocentes, não temos a menor idéia que muito provavelmente jamais teremos a oportunidade de repetir tais momentos. Eles ficarão no passado. Imortalizados na fotografia.

ESPERO QUE ELAS ESTEJAM SENDO DE GRANDE AJUDA. UM GRANDE ABRAÇO

sábado, 10 de abril de 2010

Carpaccio de picanha


"Os homens se assemelham aos vinhos:
a idade estraga os maus e melhora os bons."

( Marie von Ebner-Eschenbach )



Risoto de brócolis com bife a role empanado

Mesa para seis. Depois da primeira vez em um Vinho nas Quintas é difícil não voltar. A noite começou com um ótimo risoto de brócolis com um bife a role empanado. Para harmozinar, o vinho escolhido foi o uruguaio Elegido Tannat. Erramos na escolha. Um vinho branco como um Sauvignon Blanc teria sido mais apropriado.


Carpaccio de picanha

Em seguida, um carpaccio de picanha com molho de mostarda dijon. Excelente e surpreendente. O bom português Berço do Infante acompanhou o prato de maneira perfeita. Como sobremesa, pêssegos com creme, suspiros e raspas de chocolate. Grande noite!

Pêssegos com creme, suspiros e raspas de chocolate

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Information Society


Não à toa, este blog recebeu o nome de Reminiscências. Os lugares em que estive; as coisas que vi e as pessoas que comigo estiveram, ficaram e estarão sempre de maneira muito especial, retidas em minha memória. Não tenho certeza se conseguirei manifestar meus sentimentos através de palavras. Muitas vezes não. Mas é possível, ao menos, exibir alguns destes momentos. É o que acontecerá em Reminiscências de quem estava lá. Espero que também tenham a oportunidade de reviver algumas lembranças adormecidas...

Eu sei que eu poderia pará-lo
Mas que bem faria?
Eu nunca poderia saber
Que o que você diz é verdade
Aqui estou em silêncio
Isso é um jogo que eu tenho que jogar
Você e eu em silêncio
Com mais nada a dizer
(What's On Your Mind - Information Society)

Contrariado. Aprendia a gostar. Tempo. Tempo. Tempo. Um pedido. Um pilar. Uma época. Uma música. Várias músicas. Várias pessoas. Uma pessoa. Um dia. Todos os dias. Para sempre. O que está em nossa mente? Nada mais se esconde. Eu vejo através. Eu vejo. Eu sinto. Eu sei. Lembro. Lembro. Lembro.

O show do Information Society aconteceu no Ginásio do Ibirapuera no dia 07/11/1989. Mais uma reminiscência.

video

terça-feira, 6 de abril de 2010

Tempo Perdido...


Algumas coisas não possuem explicação. Ou talvez tenham. Não importa. Talvez, sejam importantes apenas para nós. Então, não devemos tentar explicar. Não seria possível. Algumas coisas nos fazem bem. Muito bem. Pode ser qualquer coisa. Uma música, um filme, uma pessoa ou mesmo um chocolate. Simplesmente por que me faz bem. Sem muita explicação.

------------------------------------

A música Tempo Perdido da Legião Urbana me remete a muitas histórias. Explicar não é a idéia agora. Não contarei história alguma. A letra já fala o suficiente. A música está aqui simplesmente por que me faz bem. Paty... uma música da Legião... aumente o volume e pode cantar junto...

Não tenho medo... do escuro
Mas deixe as luzes
Acesas agora
O que foi escondido
É o que se escondeu
E o que foi prometido
Ninguém prometeu
Nem foi tempo perdido
Somos tão jovens... Tão jovens...

video

TEMPO PERDIDO
Composição: Renato Russo

Todos os dias quando acordo
Não tenho mais
O tempo que passou
Mas tenho muito tempo
Temos todo o tempo do mundo...

Todos os dias
Antes de dormir
Lembro e esqueço
Como foi o dia
Sempre em frente
Não temos tempo a perder...

Nosso suor sagrado
É bem mais belo
Que esse sangue amargo
E tão sério
E Selvagem! Selvagem!
Selvagem!...

Veja o sol
Dessa manhã tão cinza
A tempestade que chega
É da cor dos teus olhos
Castanhos...

Então me abraça forte
E diz mais uma vez
Que já estamos
Distantes de tudo
Temos nosso próprio tempo
Temos nosso próprio tempo
Temos nosso próprio tempo...

Não tenho medo do escuro
Mas deixe as luzes
Acesas agora
O que foi escondido
É o que se escondeu
E o que foi prometido
Ninguém prometeu
Nem foi tempo perdido
Somos tão jovens...

Tão Jovens! Tão Jovens!...

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Apenas diga A-Ham ou Hum-Hum...


Tarde da noite, já estavam deitados, quando...

MULHER : Se eu morresse você casava outra vez?
MARIDO : Claro que não!
MULHER : Não?! Não por quê?! Não gosta de estar casado?
MARIDO : Claro que gosto!
MULHER : Então por que é que não casava de novo?
MARIDO : Está bem, casava...
MULHER : (com um olhar magoado) Casava?
MARIDO : Casava. Só porque foi bom com você...
MULHER : E dormiria com ela na nossa cama?
MARIDO : Onde é que você queria que nós dormíssemos?
MULHER : E substituiria as minhas fotografias por fotografias dela?
MARIDO : É natural que sim...
MULHER : E ela ia usar o meu carro?
MARIDO: Não. Ela não dirige...
MULHER : !!!! (silêncio)
MARIDO : ( em pensamento ) Fu... !!!

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Aspas reminiscentes...


"Há uma enorme dificuldade em abrir os olhos das pessoas.
Comovê-las e destroçar-lhes a alma, é fácil;difícil é
fazer com que a luz lhes penetre o cérebro.Que lucro existe
em lhes mudar os sentimentos,se continuam sendo idiotas?"
( John Ruskin )