terça-feira, 31 de maio de 2011

Leave the kids Alone...


(Luiz Felipe Pondé - jornal FSP – 30.05.2011)

Mas como seria bom se o mundo fosse simples assim, preto no branco, amigos e inimigos, bons e maus. Não é. Na maior parte do tempo é cinza e confuso. O debate ao redor do “politicamente (in)correto” incendeia a mídia. Pessoas querendo “mudar” Monteiro Lobato, querendo “curar” gays e “decretar” que não devemos corrigir o português dos pobres porque isso é ruim pra autoestima deles.
Hoje os jovens (e todo mundo) têm medo de dizer qualquer coisa que não seja “gay é lindo”. Não há nada de revolucionário em ser gay, nem existe uma “comunidade gay”. Gays são pessoas atoladas nas mesmas misérias e erros humanos. Neuróticos, como todo mundo, com sofrimentos específicos. E aí chegamos a uma questão que me parece muito representativa dos equívocos do debate ao redor da “questão gay” (um belo exemplo do fascismo do politicamente correto): o pretenso direito de o Estado querer discutir “a heterossexualidade como normatividade sexual”.
O governo não tem que se meter a dizer a ninguém o que é “sexualidade normal”. Isso é um crime contra a liberdade. E isso vai acabar “batendo” na sala de aula. E, como ninguém sabe direito o que está fazendo na sala de aula, essa nova “modinha” vai pegar. Já disse em outras ocasiões que sou contra a tal da educação sexual quando pretende discutir “ideologias sexuais”.
O Estado deve dar o direito aos gays de viverem como os héteros e mais nada. Não deve se meter a dizer o que é normal. As pessoas têm o direito de sentir o mal estar “que quiserem”. E deixem os filhos dos outros em paz.

domingo, 29 de maio de 2011

O troco



" Eu não me importo com o que os outros pensam sobre o que eu faço,
mas eu me importo muito com o que eu penso
sobre o que eu faço. Isso é caráter "

( Theodore Roosevelt )


Fiquei na dúvida. O troco (Payback, 1999). Mel Gibson é Porter. A cena escolhida poderia ser uma cena reminiscente ou uma cena de abertura (Opening). O Troco é o remake de À Queima Roupa (1967). A sequência inicial do filme apresenta a personagem principal do filme. Porter. Adoro o filme e cada cena.

. video

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Péssimas influências


"Nosso caráter é um presságio de nosso destino,
e quanto maior a integridade que temos e mantemos,
mais fácil e nobre este destino tem probabilidade de ser."
(George Santayana)

Desde moleque eu via coisas estranhas na TV!

* O Tarzan corria pelado...
* Cinderela chegava em casa meia noite...
* Aladim era ladrão...
* Batman dava um rolê de carro a 320 km/h...
* Pinocchio mentia...
* Bela Adormecida era uma vagaba...
* Salsicha (Scooby-Do) tinha voz de maconheiro, via fantasma e conversava com o cachorro...
* Zé Colméia e Catatau eram cleptomaníacos e roubavam cestas de pic-nic...
* Branca de Neve morava na boa com 7 homens (pequenos)...
* Olívia Palito tinha bulimia;
* Popeye fumava um... matinho suspeito!
* Pac Man corria em uma sala escura com música eletrônica comendo pílulas que o deixam ligadão;
* Super Homem locão, colocava cueca por cima da calça;
* A Margarida namorava o Pato Donald e saía com o Gastão;

Olha os exemplos que eu tive!

E agora pedem para eu me comportar?


Tarde demais!

terça-feira, 24 de maio de 2011

Pavio curto.


"A impaciência em que vivemos provém da nossa ignorância,
queremos que os homens e as coisas sejam o que não podem ser,
e deixem de ser o que são por sua essência e natureza."
(Marquês de Maricá)

Precisa-se de paciência. Só um pouquinho mais. Já tenho bastante. Acreditem. Dizem que paciência requer muita prática. Deve ser verdade. Estou praticando. Não se enganem. Apesar de parecer, não estou reclamando. Apenas me adaptando. Ainda. Kafka, escritor que explorava os conflitos existenciais, escreveu: "Todas as falhas humanas provêm da impaciência”. Dura verdade. Quero apenas, reduzir minhas falhas. Quem não quer?
É tudo uma questão de medida. Basta encontrar a certa. Basta ter paciência. Dualismo. Parece simples; para ter paciência é preciso: paciência. Perdoem-me. Devo estar ficando maluco. Ou acabarei por deixar alguém. Não me levem a mal. Tenham um pouco de paciência. Vamos tentar entender. Sim, vamos. Convido o amigo leitor a vir comigo. Talvez, também precise. Descobri que em oposição aos sete pecados temos também as sete virtudes. São elas: generosidade, temperança, diligência, caridade, humildade, castidade (sim, castidade parece ser uma das virtudes) e claro; paciência. Melhor deixar as sete virtudes para lá. Começo a preferir os sete pecados. Esqueçam o que acabei de escrever. De fato, estou estroina. Já que estou com o dicionário aberto, usei uma palavra diferente. Não resisti. Continuemos. No dicionário: capacidade de tolerar contrariedades, dissabores, infelicidades. Resignação. Perseverança. Sossego com que se espera uma coisa desejada.
Começo a entender. Pode ser uma luz no fim do túnel. Mas, uma luz no fim no túnel, segundo dizem, pode ser um trem vindo ao contrário. Calma. Paciên... Chega! Cansei! Vou procurar algo melhor para fazer. Estou muito impaciente. Não sei se notaram...

domingo, 22 de maio de 2011

Oração - A banda mais bonita da cidade


Algumas coisas não possuem explicação. Ou talvez tenham. Não importa. Talvez, sejam importantes apenas para nós. Então, não devemos tentar explicar. Não seria possível. Algumas coisas nos fazem bem. Muito bem. Pode ser qualquer coisa. Uma música, um filme, uma pessoa ou mesmo um chocolate. Simplesmente por que me faz bem. Sem muita explicação.

"Meu amor essa é a última oração
Pra salvar seu coração
Coração não é tão simples quanto pensa
Nele cabe o que não cabe na dispensa "

Adoro música. Adoro vídeos. Por aqui, todos já sabem. Enquanto escrevo, o vídeo “Oração” – com A banda mais bonita da cidade já foi visto um milhão, cento e trinta e três mil e setecentos e noventa e nove vezes no Youtube. Impressionante. Foi assim que encontrei o vídeo. Espantado com a quantidade de exibições. O clipe foi gravado em plano sequência de áudio e vídeo. É muito bem feito. E a música... Bem... Seja mais um e veja o vídeo. E claro; curta tanto quanto eu...

video

Meu amor essa é a última oração
Pra salvar seu coração
Coração não é tão simples quanto pensa
Nele cabe o que não cabe na dispensa

Cabe o meu amor!
Cabe em três vidas inteiras
Cabe em uma penteadeira
Cabe nós dois

Cabe até o meu amor
Essa é a última oração pra salvar seu coração
Coração não é tão simples quanto pensa
Nele cabe o que não cabe na dispensa

Cabe o meu amor!
Cabe em três vidas inteiras
Cabe em uma penteadeira
Cabe essa oração

sexta-feira, 20 de maio de 2011

A esbofeteada


A vida como ela é. Baseada na obra de Nelson Rodrigues e com direção de Daniel Filho, foi originalmente apresentada pelo Fantástico em 1996.
Adoro Nelson Rodrigues. Ele vai, sempre, na ferida. Sem meias palavras. Escancara o que todos tentam esconder. Expõe o avesso do ser humano. Conforme escreveu Priscilla Santos, e vale a pena ler o seu texto na íntegra, “Maldito, tarado, reacionário e indecente. Nelson Rodrigues escreveu com seu espírito opiniões nada menos que polêmicas. Nessa seleção de aforismos, podemos nos deliciar com algumas das provocações do gênio, uma das mais importantes figuras do país e espectador das décadas mais conturbadas do século XX nacional. Ninguém sai ileso”.
Apresentarei, regularmente, alguns episódios da série que me são reminiscentes.

"Convém não facilitar com os bons,convém não provocar os puros. Há no ser humano, e ainda nos melhores, uma série de ferocidades adormecidas. O importante é não acordá-las".
(Nelson Rodrigues)

video

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Parte 23 – Vigésimo terceiro contato


COMO VAI AMIGO. ESTA CARTA VEIO COM UMA RECOMENDAÇÃO ESPECIAL. DEVE SER IMPORTANTE. FAÇA BOM PROVEITO.

Um mundo novo se aproxima. Será seu.
Algumas coisas na vida não mudam. Nunca. Aprenda desde cedo. Saber identificá-las logo é o segredo que gostaria de ensinar-lhe. Gostaria. Não vou. Também não consigo. Talvez você aprenda antes. E então, minha vida não será a mesma. Faça como quiser. Estamos no mês de maio. Para você, 1988. Lembro, e muito, o que está passando. Recordo de cada pensamento seu. Sei que está sendo difícil. Calma. Não adianta apressar a leitura destas linhas. A resposta não estará aqui. Não posso. Consequências. Concentre-se. Robert G. Ingersoll foi um líder político norte americano. Tenho sempre comigo uma de suas frases. Na verdade, a única que conheço. "Na natureza não existem recompensas nem castigos. Existem consequências”.
Sem temê-las, falarei pela primeira vez sobre o futuro. Não muito distante. Está bem perto. Sua vida irá mudar. Será sua maior felicidade. Ano mágico o seu. Hoje, posso afirmar isso. Dito isso, pode ficar um pouco mais tranquilo. Não conheço o meu futuro. Conheço o seu. Pelo menos, até hoje. Essa é minha vantagem. Meu futuro não importa. Cuidemos do seu.
Minhas palavras irão confundi-lo. Continue fazendo o que acredita ser correto, apesar da dor. Não posso falar mais. Poderia colocar em risco. Não me perdoaria. Se fosse possível voltar no tempo não somente através das palavras... Enfim. Tenha paciência. Você precisará esperar alguns meses.
Vou deixar-lhe mais uma citação. Estou sempre abusando delas. "A morte não é a maior tragédia do ser humano. É pior quando algo vital dentro da pessoa morre enquanto ela ainda está viva. Essa morte é certamente a coisa mais temível e trágica." (Daisaku Ikeda). Tenha essa verdade sempre em mente. Ando dizendo por aqui que minha vida é com trilha sonora. Deixarei então, sempre uma música. A de hoje: "The boy with the thorn in his sid". The Smiths.


UM GRANDE ABRAÇO. ATÉ MAIS.

quarta-feira, 18 de maio de 2011

O poder das palavras


" É muito difícil conhecer
o coração dos homens pelas suas palavras ".
(Francisco de Quevedo)


Dizem que as palavras têm poder. Não sei. Desisti de tentar entender este mundo. Talvez, o poder esteja em como utilizamos as palavras.

video

domingo, 15 de maio de 2011

Mude seus pensamentos...


Entrelinha poderia ser definida como o espaço entre duas linhas. Simples. Mas nada é simples. O sentido implícito. O que não foi escrito ou falado. Então, interpretamos. E, tratando-se de interpretação, cada um tem a sua. Assim, encontre-se na entrelinhas...

"Mude seus pensamentos e você mudará seu mundo."
( Norman Vincent )

video

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Nada é o que parece ser - Patricia Highsmith


Nada é o que parece ser. Uma brilhante compilação de 28 contos da escritora norte americana Patricia Highsmiths. O trecho a seguir foi retirado do conto As manhãs mais poderosas.

“Ele se levantou e se vestiu com uma impaciência frenética, pois a manhã mais poderosa que jamais vira irrompia através das janelas.
Acorreu novamente à janela e, o peitoril, olhou para fora através da terra verde para o sol ponderoso que vacilava latejando acima.
O sol ardia sobre o topo das árvores, os cumes dos telhados, as asas dos pássaros que voavam cantando. Estendeu a mão e tocou nas folhas da árvore. Inspecionou um mundo intocado pela ganância, pela amargura ou pela sujeira do comércio. O paraíso perdido do amor fraternal.
Fez umas piruetas em cima do carpete cinza, bateu acima da cabeça e riu deliciado. Revigorado pelo sono naquele ar puro, ele se sentiu forte como um boi, em forma como um guerreiro, livre como – como a borboleta que entrou voando por uma janela e saiu pela outra, enquanto olhava embasbacado.”

terça-feira, 10 de maio de 2011

U2 and...


Algumas coisas não possuem explicação. Ou talvez tenham. Não importa. Talvez, sejam importantes apenas para nós. Então, não devemos tentar explicar. Não seria possível. Algumas coisas nos fazem bem. Muito bem. Pode ser qualquer coisa. Uma música, um filme, uma pessoa ou mesmo um chocolate. Simplesmente por que me faz bem. Sem muita explicação.

"O encontro de duas personalidades
assemelha-se
ao contato de duas substâncias químicas:
se alguma reação ocorre,
ambos sofrem uma transformação."
(Carl Gustav Jung)


Três gerações. Não há muito para falar. Há o suficiente para assistir. Veja o vídeo e, como eu, aproveite.

video

domingo, 8 de maio de 2011

Mãe, nos dias.


E a vida muda depressa.
Em vão, tentei me agarrar até o último instante.
E jamais poderei cobrir este vazio.
Tentarei, de todas as formas, fazer possível.
Tentarei ser suficiente. E sei, nunca serei.
Darei meu amor.

Então, vou chorar por vocês.
Para que possam sorrir...

sábado, 7 de maio de 2011

O que realmente importa


"Para sempre é muito tempo.
O tempo não pára!
Só a saudade é que
faz as coisas pararem no tempo".

( Mário Quintana )

video

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Primavera Negra


Henry Miller é meu escritor preferido. Reservarei então um espaço para seus textos. Desta maneira o amigo, leitor destas reminiscências, terá a oportunidade de conhecer um pouco do universo de Miller...

"A gente passa imperceptivelmente de uma cena, de uma idade, de uma vida para outra. De repente, descendo por uma rua, seja realidade ou sonho, a gente percebe pela primeira vez que os anos correram, que tudo isso passou para sempre e só viverá na memória; e depois a memória vira-se para dentro com estranho e pegajoso brilho e a gente passa por essas cenas e incidentes perpetuamente, em sonho e devaneio, quando está andando na rua, quando está deitado com uma mulher, quando está lendo um livro, quando está falando com um estranho..."

"Os sonhadores sonham do pescoço para cima, com os corpos seguramente amarrados na cadeira elétrica. Imaginar um mundo novo é vivê-lo diariamente, cada pensamento, cada olhar, cada passo, cada gesto matando e criando de novo, com a morte sempre um passo à frente. Cuspir no passado não é bastante, proclamar o futuro não é bastante. A gente precisa agir como se o passado estivesse morto e o futuro fosse irrealizável. A gente precisa agir como se o próximo passo fosse o último, o que ele é. Cada passo à frente é o último e com ele um mundo morre, inclusive o eu da gente. Somos aqui da terra para nunca acabar, o passado nunca cessando, o futuro nunca começando, o presente nunca acabando. O mundo do nunca-nunca que seguramos em nossas mãos e vemos, mas que não somos nós mesmos. Nós somos o que nunca é concluído, nunca é modelado para ser reconhecido, tudo que existe mas que não é o todo, as partes sendo tão maiores que o todo que só Deus, o matemático, pode imaginá-lo."

(Henry Miller em Primavera Negra)

domingo, 1 de maio de 2011

Decida pelo melhor

Entrelinha poderia ser definida como o espaço entre duas linhas. Simples. Mas nada é simples. O sentido implícito. O que não foi escrito ou falado. Então, interpretamos. E, tratando-se de interpretação, cada um tem a sua. Assim, encontre-se nas entrelinhas...

“O preço de viver um sonho
é muito maior do que o preço de viver sem
arriscar-se a sonhar?"


O mestre levou-o a uma loja de roupas. Ali, pediu que experimentasse um terno exatamente do seu tamanho.
O discípulo obedeceu, e ficou maravilhado com a qualidade da roupa.
Em seguida, o mestre pediu que experimentasse o mesmo terno – mas de um tamanho muito superior ao seu. O discípulo fez isto.
“Esse não serve. Está muito grande”- disse o discípulo.
“Quanto custam estes ternos?”, perguntou o mestre ao vendedor.
“Os dois custam o mesmo preço. Apenas o tamanho é diferente”.
Na saída da loja, o mestre comentou com seu discípulo:
“Viver o sonho, ou abandonar o sonho, também custa o mesmo preço, geralmente muito caro.
Mas a primeira atitude nos leva a comungar com o milagre da vida, e a segunda não nos serve para nada”.

MORAL DA HISTÓRIA: Decida pelo melhor, pois mesmo quando você está cruzando seus braços está pagando um preço por isso! Não pense no que passou ou no que ainda não viveu.