domingo, 21 de abril de 2013



"Felicidade é a certeza de que a nossa vida não está passando inutilmente".
(Érico Veríssimo)

Resiliência! Talvez, seja este o segredo da felicidade. É o que os antigos gregos chamavam de eudaimonia. Para Aristóteles, defensor do eudemonismo, "A felicidade é um princípio; é para alcançá-la que realizamos todos os outros atos; ela é exatamente o gênio de nossas motivações." Em Os sentidos da felicidade Angelita Corrêa Scardua, mestre em Psicologia Social e pioneira nos estudos de Psicologia Positiva no Brasil, ensina que “mais do que um sentimento, a felicidade aristotélica está relacionada com o que uma pessoa faz de si e de sua vida, sendo uma expressão da virtude, a consequência natural de se fazer o que vale a pena ser feito”. Está bem! Pura filosofia. Não sou filósofo. Todos entendem a felicidade. E se conhecemos o segredo precisamos também entendê-lo. Resiliência!
Eu sei; reminiscências, resiliência... Não quero criar confusão. Mentira. Salvador Dali estava certo, “É preciso provocar sistematicamente confusão. Isso promove a criatividade. Tudo aquilo que é contraditório gera vida”. O pintor catalão, em sua obra mais famosa, retratou duas preocupações do ser humano: tempo e memória. O ser humano preocupa-se demais.
A física ensina que alguns materiais possuem a propriedade de acumular energia quando submetidos à determinada tensão sem gerar ruptura. A resiliência; determinada pela quantidade de energia devolvida após a deformação ocorrida depois da aplicação desta tensão. Como um elástico ou uma vara de salto em altura.
A psicologia emprestou o conceito da física para explicar resiliência como a habilidade que uma pessoa desenvolve para resistir, lidar e reagir de modo positivo em situações adversas da vida. É a capacidade do individuo de garantir sua integridade, mesmo nos momentos mais difíceis. A resiliência é o segredo da felicidade. Nada é fácil. Não espere por isso. Tudo poderia ser muito simples. Simples, mas não fácil. A resiliência está relacionada com a atitude. A biologia, psicologia, sociologia ou até mesmo a teologia, podem fornecer diferentes explicações. Parece ser possível encontrarmos sete fatores da resiliência. Não importa. Esqueça as explicações. Clarice Lispector escreveu: “Atitude é uma pequena coisa que faz uma grande diferença”. Faça a diferença. Resiliência.

Nenhum comentário: