quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Parte 40 – Quadragésimo contato


Está confuso? Como sempre, cabe a você encontrar a resposta. Parece que no mundo cada um tem a sua verdade. Pelo menos neste mundo em que vivemos. Espere. Não devo falar assim. Estou rindo com a possibilidade de você acreditar que, com esta frase, tenho a intenção de revelar-lhe a descoberta da existência de outros mundos. Será? Bem, não foi minha intenção. Refiro-me a este mundo porque do jeito que estão as coisas, se aparecer outro mudo imediatamente. Não pense que tal vontade de abandonar o planeta é motivada por mudanças ocorridas do seu tempo para o meu. Não. Trata-se de percepção. Simples. Você não tem e hoje eu tenho. Outro dia perguntaram-me se não tinha saudade de dormir doze horas seguidas. Eu sei; você já não dorme mais tanto assim. A saudade não está relacionada à quantidade de horas dormidas. Gostaria mesmo é de poder dormir novamente aquele sono de criança. Ah! Você ainda é jovem. Talvez não entenda. Ainda não. Percepção.
Não quero confundi-lo. Vou parar com as divagações e retomar o assunto. Falava de verdades. Cada um, ao que parece, tem a sua. Como se fosse possível existir mais de uma. É possível? Boa pergunta. Enfim. Falando dessa maneira sou também mais um. O que são estas palavras além das minhas verdades? Minhas convicções também são as suas. Ou virão a ser um dia. Falar sobre verdades nos faz pensar em mentiras. O ser humano é assim: acredita nas próprias mentiras. Ou melhor, alguns são. O que realmente importa são nossas certezas. Já devo ter falado isso. Ou escrevi em algum lugar. Não lembro. O ser humano é realmente muito complicado. Não basta cada um ter a sua verdade. É preciso também acreditar nas próprias mentiras. Percebe como é complicado? Não. Para você tudo ainda é simples...


3 comentários:

Catita Catia disse...

Não existem verdades absolutas. Certo ou errado. Existem as escolhas que fazemos.
Muitos acreditam nas mentiras que contam com tal convicção que isso se torna uma "verdade".
As pessoas são seres com falhas, defeitos, virtudes e sentimentos. Tem livre arbítrio para escolher seus caminhos, mas se tornam escravos dessas escolhas. Lei da ação e reação.
Entendo perfeitamente sua vontade de dormir aquele sono de criança. Percepção.
E se você revelar a descoberta de outros mundos, não fique surpreso com a quantidade de pessoas querendo se mudar.

Adorei seu texto.... Não resisti e divaguei... Beijos. Catia Perestrelo

Catita Catia disse...

Não existem verdades absolutas. Certo ou errado. Existem as escolhas que fazemos.
Muitos acreditam nas mentiras que contam com tal convicção que isso se torna uma "verdade".
As pessoas são seres com falhas, defeitos, virtudes e sentimentos. Tem livre arbítrio para escolher seus caminhos, mas se tornam escravos dessas escolhas. Lei da ação e reação.
Entendo perfeitamente sua vontade de dormir aquele sono de criança. Percepção.
E se você revelar a descoberta de outros mundos, não fique surpreso com a quantidade de pessoas querendo se mudar.

Adorei seu texto, mas não resisti e divaguei..... Beijos. Cátia Perestrelo

Emerson Batista disse...

Obrigado Cátia...