domingo, 22 de novembro de 2009

Vida é sinônimo de mudança


video
Áudio: Journey-Don't Stop Beliving

“A crença na magia, como a crença no milagre, nasce da visão de um universo no qual os desejos e as emoções podem alterar os fatos. A ciência diz que isto não é verdade. O senso comum continua, teimosamente, a crer no poder do desejo. Freud disse mesmo que esta é a crença fundamental por detrás do comportamento neurótico. Isto parece nos levar à conclusão de que o pensamento mágico e o pensamento científico moram em mundos distantes. (...)”. (Rubem Alves)

Apesar de acreditar, não posso afirmar que os desejos e as emoções podem alterar os fatos, mas tenho certeza que para mudá-los temos que tornar estes dois mundos, o do pensamento mágico e do pensamento científico, cada vez mais próximos.
Dushkin nos ensina que “Vida é sinônimo de mudança. (...)”, Não acredito que as mudanças virão simplesmente através de mágicas ou milagres. Não se engane, não estou dizendo que não acredito em milagres. Muito pelo contrário. Espero por eles todos os dias. É preciso saber reconhecê-los. Eles estão nas coisas mais simples. Nas conquistas diárias. Nas portas abertas ou mesmo nas fechadas. Na mão que se estende de maneira inesperada. Em uma palavra ou em um gesto qualquer. Não importa.
Nossa atitude também é fundamental. Tenho fé. Minha fé não me deixa duvidar nunca. Como poderia? Sim, eu acredito realmente que os desejos e as emoções podem alterar os fatos. No final imagino que estes mundos não se encontram tão distantes assim. Estão mais próximos do que podemos imaginar. Talvez, até mesmo, um dependendo do outro. Talvez nós, sejamos a ponte entre eles. Sei que o assunto é delicado. Espero poder expressar, com clareza, meu ponto de vista. Por outro lado não poderia ficar calado. Enfim! Com o risco de estar exagerando nas citações, não resistirei e utilizarei mais uma. Para encerrar. Druyére disse que “Nenhuma estrada é comprida demais para o homem que avança deliberadamente e sem pressa. E nenhuma honra está distante demais para o homem que se prepara para elas.” É, estarei sempre nesta estrada. Avançando a cada passo. Vivendo cada dia. Com muita honra...


Bibliografia:
ALVES, Rubem. Filosofia da ciência. – introdução ao jogos e suas regras. São Paulo, 1988. Editora Brasiliense. 11ª edição.

2 comentários:

Anônimo disse...

Eu creio em milagres. Creio que eles acontecem das mais variadas formas, desde as pequenas coisas diárias, como você descreveu, até aqueles que vc fica de queixo caído e ninguém sabe explicar o porque, tentam, mas não há explicações óbvias e racionais (aliás, adoro esses em particular).
Creio que o bom ânimo te impulsiona para frente, que as emoções e desejos do nosso coração podem ser realizados sim, mas não poderia deixar de mencionar que creio incondicionalmente que essas coisas são feitas por Deus. Pra mim, a fé, move as montanhas dos lugares, traduzindo para o dia a dia, se encaixa o fato que expliquei acima, tanto as coisas pequenas, quanto aquelas q ninguém explica. O milagre não se estuda, não se analisa, simplesmente se vive...
E para terminar sem me alongar em um assunto delicado para tantos, a fé (ou esperança, perseverança, desejo de mudar algo e etc) é a ponte entre algo atual e algo que será mudado... POR DEUS. Isso pra mim é um fato.
Esse tópico é algo intensamente vivido e acompanhado por mim e, sei que aparecerão os milagres diários que você disse esperar ! : )
Bjos

Pipoka

MAMMASAN disse...

BAT OBRIGADA POR ACREDITAR EM MILAGRES, POIS É ELES QUE TEM ME IMPULSIONADO PRA FRENTE A CADA DIA,A MÃO DE DEUS EM TODOS OS MOMENTOS NOS GUIANDO, PREPARANDO E COM A CERTEZA QUE A VITÓRIA É MINHA, PORQUE DEUS É MAIS EM NOSSAS VIDAS...TE AMO PRA SEMPRE E SEMPRE E SEMPRE...